COSTEIRO

Extensão aproximada: 4.196.943 quilômetros quadrados.

A costa brasileira tem 8.500 km de extensão. Ao longo dela, há diversos ecossistemas. O bioma Costeiro é a reunião destes ecossistemas que existem ao longo do litoral. São manguezais, restingas, dunas, praias, ilhas, costões rochosos, baías, brejos e recifes de corais, entre outros.

Como os ecossistemas ocorrem em toda costa brasileira, as características do bioma costeiro variam muito de um lugar para outro: em algumas regiões predominam algumas espécies vegetais, animais e determinados aspectos físicos.

Não é possível então falar de características comuns de fauna, vegetação, solo, relevo e clima. Por isso, neste último texto da série sobre os biomas brasileiros, faremos de outra forma: falaremos separadamente de alguns ecossistemas que compõem o bioma costeiro.

O bioma costeiro é um mosaico de ecossistemas encontrados ao longo do litoral brasileiro. Manguezais, restingas, dunas, praias, ilhas, costões rochosos, baías, brejos, recifes de corais e outros ambientes importantes exemplificam a diversidade de ecossistemas que podemos encontrar. Cada um deles é formado por características regionais e únicas. Algumas regiões da costa brasileira apresentam características mais marcantes, segundo o IBAMA:

- o litoral amazônico apresenta grandes manguezais, assim como dunas e praias. Possui uma uma rica biodiversidade em espécies de crustáceos, peixes e aves;

- o litoral nordestino é marcado por recifes, dunas, manguezais, restingas e matas;

- o litoral sudeste é muito recortado, com várias baías e pequenas enseadas. Tem por principais características os recifes, as praias e especialmente a mata de restinga;

- o litoral sul possui muitos manguezais, e é especialmente rico em aves.

O mosaico de ecossistemas do bioma costeiro é riquíssimo em biodiversidade. Os maiores problemas enfrentados por esse bioma são a poluição, causada principalmente pelo despejo de esgoto de cidades litorâneas, e a pesca predatória.